Quais são as principais características do sarampo?

Qual é a principal forma de transmissão do sarampo?

Altamente contagioso, o sarampo é propagado por meio das secreções mucosas (como a saliva, por exemplo) de indivíduos doentes para outros não-imunizados. O período de incubação dura entre oito e 13 dias.

Qual é o vírus causador do sarampo?

Agente etiológico

O vírus do sarampo é um RNA vírus com um sorotipo, pertencente ao gênero Morbillivirus, na família Paramyxoviridae.
Em cache

O que é correto afirmar sobre o sarampo?

O sarampo é uma doença grave capaz de evoluir para complicações que podem até mesmo levar à morte. Dentre as complicações, podemos citar a pneumonia e a encefalite. Vale destacar que essas podem também deixar sequelas, como surdez, redução da capacidade mental, cegueira e retardo no crescimento.
Em cache

Qual a classificação do sarampo?

Agente Etiológico. O vírus do Sarampo pertence ao gênero Morbillivirus, família Paramyxoviridae.

Como se prevenir contra o sarampo?

A única medida efetiva de prevenção contra o sarampo é a vacina, distribuída gratuitamente nos postos de saúde e que também imuniza contra caxumba e rubéola. Essa imunização faz parte do calendário vacinal.

Qual é a forma de prevenção do sarampo?

A profilaxia (prevenção) do sarampo está disponível em apresentações diferentes. Todas previnem o sarampo e cabe ao profissional de saúde aplicar a vacina adequada para cada pessoa, de acordo com a idade ou situação epidemiológica. Os tipos de vacinas são: Dupla viral – Protege do vírus do sarampo e da rubéola.

Quais são as principais causas do sarampo?

Sarampo é uma doença infecciosa grave, causada por um vírus, que pode ser fatal. Sua transmissão ocorre quando o doente tosse, fala, espirra ou respira próximo de outras pessoas. A única maneira de evitar o sarampo é pela vacina.

Qual o nome da vacina que protege contra o sarampo?

O esquema vacinal vigente prevê duas doses de vacina contra o sarampo: uma dose da tríplice viral ou SCR (que protege contra sarampo, caxumba e rubéola) aos 12 meses de idade e uma dose da tetra viral ou SCRV (contra sarampo, caxumba, rubéola e varicela) aos 15 meses de idade.

Quais são os fatores de risco do sarampo?

Crianças pequenas não vacinadas estão em maior risco de contrair sarampo e de sofrer com suas complicações, entre elas, a morte. Mulheres grávidas não imunizadas também estão em risco. No entanto, qualquer pessoa não imunizada (que não recebeu a vacina ou nunca apresentou a doença) pode se infectar.

Quais os sinais e sintomas para diagnóstico do sarampo?

Os principais sinais e sintomas do sarampo são:

Exantema (manchas vermelhas) no corpo e febre alta (acima de 38,5°) acompanhada de um ou mais dos seguintes sintomas: Tosse seca; Irritação nos olhos (conjuntivite);

Quais são as três fases do sarampo?

Quadro clínico de sarampo

Segundo o Guia de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde de 2019, o quadro clínico do sarampo é dividido em três fases bem definidas: período prodrômico ou catarral; período de estado ou exantemático; período de convalescença ou de descamação furfurácea.

Como podemos tratar o sarampo?

As complicações bacterianas do sarampo devem ser tratadas especificamente. Prevenção: A única forma de prevenir o sarampo é por meio da vacinação. As vacinas são ofertadas nas mais de 36 mil salas de vacinação disponíveis nos postos de saúde do SUS em todo o país, sendo gratuitas e seguras.

Qual a idade para tomar a vacina contra sarampo?

Nas Unidades Básicas de Saúde, duas doses para pessoas de 12 meses a 29 anos e uma dose para adultos entre 30 e 59 anos.

Quais são as consequências do sarampo?

As principais complicações variam de acordo com as fases da vida do paciente, como: Crianças: pneumonia; infecções de ouvido; encefalite aguda (inflamação no encéfalo – parte do sistema nervoso dentro do crânio); morte. Adultos: pneumonia. Gestantes: parto prematuro; bebê com baixo peso.

Quando suspeitar de sarampo?

Pode-se suspeitar de sarampo típico em um paciente exposto que apresente coriza, conjuntivite, fotofobia e tosse, mas, geralmente, somente há suspeita depois do aparecimento do exantema. O diagnóstico é normalmente clínico, identificando as manchas de Koplik ou o exantema em um contexto clínico apropriado.

Quais as sequelas que o sarampo pode causar?

A pessoa, principalmente crianças, apresentará crises epilépticas, confusão mental, irritabilidade, sonolência excessiva e hipertensão intracraniana, evoluindo para o coma.

Qual a fase mais perigosa do sarampo?

O período de maior transmissibilidade do vírus ocorre dois dias antes e dois dias após o início dos sintomas. O sarampo afeta, igualmente, ambos os sexos.

Quem é vacinado pode pegar sarampo?

Assim, se a pessoa estiver com a vacinação em dia, é muito difícil que ela contraia ou transmita a doença. No entanto, em situações de surto podem ocorrer casos raros em que pessoas vacinadas tenham sarampo.