Quais são as teorias pós-críticas?

Quais são as teorias pós críticas da Educação?

As teorias Pós-críticas são constituídas por diferentes vertentes teóricas que, em conjunto, fazem crítica às análises tradicionais do processo curricular. Tais vertentes são denominadas de Pós-moderna, Pós-estruturalistas e Pós-colonialistas.

Quais as principais características das teorias pós críticas do currículo?

Teorias pós-críticas: nessa perspectiva o currículo é tido como algo que produz uma relação de gêneros, pois predomina a cultura patriarcal. Essa teoria critica a desvalorização do desenvolvimento cultural e histórico de alguns grupos étnicos e os conceitos da modernidade, como razão e ciência.
Em cache

Como são denominadas as teorias críticas e pós críticas?

Explicação: As categorias pós críticas seriam aquelas identificadas como o pós-modernismo e pós-estruturalismo, já as críticas se consolidam no sentido de superação da concepção curricular crítica.

Quais são as três teorias do currículo?

Do ponto de vista acadêmico, podemos classificar as teorias do currículo em três tipos: teorias tradicionais, teorias críticas e teorias pós-críticas.
Em cache

Quais são as principais teorias da educação?

Seis teorias da aprendizagem embasam as ações pedagógicas da ESP/CE: Teoria Experencial, Teoria Cognitiva da Aprendizagem, Teoria Social Cognitiva, Andragogia, Teoria da Carga Cognitiva e a Teoria de Fitts e Posner. A seguir, uma breve descrição de cada uma delas.

Qual a visão do aluno na teoria pós crítica?

Nas teorias pós-críticas, o conhecimento não é exterior ao poder, o conhecimento não se opõe ao poder. O conhecimento não é aquilo que põe em xeque o poder: o conhecimento é parte inerente do poder.

O que defende a teoria pós crítica?

As teorias pós-críticas desconfiam de qualquer postulação que tenha como pressuposto uma situação finalmente livre de poder. Para as teorias pós-críticas o poder transforma-se, mas não desaparece. Nas teorias pós-críticas, o conhecimento não é exterior ao poder, o conhecimento não se opõe ao poder.

Como surgiu a teoria pós crítica?

Já as teorias curriculares pós-críticas emergiram a partir das décadas de 1970 e 1980, partindo dos princípios da fenomenologia, do pós-estruturalismo e dos ideais multiculturais.

Quais são as principais teorias da Educação?

Seis teorias da aprendizagem embasam as ações pedagógicas da ESP/CE: Teoria Experencial, Teoria Cognitiva da Aprendizagem, Teoria Social Cognitiva, Andragogia, Teoria da Carga Cognitiva e a Teoria de Fitts e Posner. A seguir, uma breve descrição de cada uma delas.

Quais são as duas perspectivas da teoria pós crítica?

Os diferentes «pós» nas teorias pós-críticas

Há também muitas aproximações entre o estruturalismo e o pós-estruturalismo.

O que diferencia as teorias tradicionais do currículo das teorias críticas e pós-críticas?

E por isso, as teorias tradicionais se preocupam com questões de organização. Enquanto que as teorias críticas e póscríticas, por sua vez, não se limitam a perguntar “o quê?”, mas submetem este “quê” a um constante questionamento.

Quais são as teorias não críticas?

A teoria não crítica engloba as abordagens tradicional e comportamentalista, enquanto as abordagens humanista, cognitivista e sociocultural são exemplos de teorias crítico-reprodutivistas.

Quais são as 5 abordagens da teoria da aprendizagem?

Abordagem tradicional, ● Abordagem comportamentalista, ● Abordagem humanista, ● Abordagem cognitivista e ● Abordagem sociocultural.

O que a teoria pós crítica defende?

As teorias pós–críticas abordam com ênfase as preocupações com a diferença, com as relações saber-poder no âmbito escolar, o multiculturalismo, as diferentes culturas raciais e étnicas, enfim, não é uma questão de superação da teoria crítica, mas segundo Silva (2007, p.

O que é o currículo pós crítica?

Silva (2007) entende que o currículo póscrítico busca superar os limites das discussões prévias ao não se limitar às questões de relações de poder e econômicas do capitalismo, mas amplia o escopo e incorpora diversas temáticas e categorias ligadas à diferença, entre elas o multiculturalismo crítico, estudos feministas …

Quais são os principais teóricos das teorias críticas da administração escola?

A interdisciplinaridade é, na realidade, uma característica peculiar dos esforços teóricos dos chamados “pioneiros da Administração Escolar” no Brasil, que incluem, entre outros autores além de Querino Ribeiro, Anísio Teixeira, Lourenço Filho e Antonio Carneiro Leão.

Quais são as quatro teorias de aprendizagem?

Seis teorias da aprendizagem embasam as ações pedagógicas da ESP/CE: Teoria Experencial, Teoria Cognitiva da Aprendizagem, Teoria Social Cognitiva, Andragogia, Teoria da Carga Cognitiva e a Teoria de Fitts e Posner.

Quais são as teorias de aprendizagem de Vygotsky?

As ideias de Lev Vygostky possuem quatro conceitos elementares: interação, mediação, internalização e Zona de Desenvolvimento Proximal (ZDP). O teórico defendia que, para melhorar o nível da aprendizagem, mais do que o indivíduo agir sobre o meio, ele precisava interagir com o meio.